quarta-feira, novembro 15, 2006

Natal a quanto obrigas....

Não era suposto o pessoal andar todo a poupar?Mesmo os nossos municipios?
Parece que não...na minha e noutras cidades já se vêem as primeiras de corações de Natal.
São milhares de lâmpadas e luzinhas...2,5milhões de luzes numa das maiores cidades de Portugal, escrevia hoje no Público o Eduardo Prado Coelho.Será que acrise não chegou aos cofres municipais?E a luz que se gasta?
Dito assim,parece que não gosto de ver a urbe mais iluminada,que não gosto do Natal,que...que...
Nada disso.
Eu não gosto é que me entrem no bolso,me façam acreditar que a conjuntura económica é dificil,que a lei das finanças locais é um rude golpe nos cofres das autarquias..para depois ver os senhores autarcas a gastar milhões em decorações de Natal...

terça-feira, setembro 26, 2006

quarta-feira, setembro 13, 2006


Isso mesmo,o Festival da Transumância começa esta 6ªfeira na histórica vila de Alpedrinha-Sintra da Beira-dizem os turistas que desde há 4 anos reservam hotel nestas paragens para vir aos Chocalhos.
Já me estou a imaginar de visita e paragem obrigatória a uma das 50 tasquinhas e casas de artesanato que vão estar de portas abertas em Alpedrinha.
E a animação!!!Vai ser muito bom.
As ruas de Alpedrinha vão voltar a encher-se de gente.
Pessoas que não renegam às suas origens e outras,centenas de outras que vão descobrir esta pérola da Gardunha, pela primeira vez.
E no domingo de manhã,toca a levantar cêdo e acompanhar o rebanho de ovelhas no passeio pedestre pela calçada romana,que começa cêdo na cidade do Fundão e nos leva até à Sintra da Beira.É muito divertida a conversa entre pastores,chocalheiros e turistas.E as crianças encantadas com tantas ovelhas vão querer saber tudo sobre a Pastorícia e cada um dos elementos genuínos que caracterizam esta actividade.
Então...Cá ficamos à vossa espera!

Férias...já se foram!

Acabaram as férias de mar e tranquilidade... na verdade já terminaram há vários dias... mais do que queria.
Enquanto me vou adaptando à labuta,vou contemplando fotografias de bonitas paisagens(como esta).
É como se estivesse armazenando energias para os dias de trabalho intenso... ou guardando memórias para os distantes dias de lazer.
A esperança é que daqui a nada começa o Outono e por estas paragens há novos motivos para contemplar as serranias e dar corpo a outros prazeres.
E daqui a dias estão aí os Chocalhos 2006.....
É já a seguir...........

sexta-feira, agosto 18, 2006

De férias....

AQUI...Fiquem bem!

Prevenção/Reflorestação,a Gardunha agradece!


O Governo de Portugal aprovou esta semana a Estratégia Nacional para a Floresta,é um plano a 30 anos que se propõe contribuír para deminuir o risco de incêndio e assegurar a competitividade do sector.Para o Governo ,o rumo da Floresta passa por uma especialização do território e pela certificação das matas a partir de planos de ordenamento que vão dividir o território em cinco áreas.O documento é um conjunto de intenções que se espera venham a ser cumpridas.Na região da Gardunha são esperadas há muitos anos.Veja-se o caso da reflorestação dos 3.000 hectares ardidos entre Castelo Novo e Alcongosta em 2002 e para os quais houve dezenas de promessas quanto à sua reflorestação.Ora era o levantamento das consequencias do fogo,ora era a limpeza do material lenhoso,outra vez era o estudo das espécies arbóreas a plantar,depois do plano de reflorestação foi o calvário burocrático dos concursos e adjudicação;passados 2/3 anos a Gardunha voltou a arder e no ano passado o processo de reflorestação voltou à estaca zero.Este Verão a Gardunha continua pobre de Floresta e desejosa que finalmente alguém de direito a reordene e avance com a reflorestação.Será que vamos ter de esperar que o cenário volte a ser palco de chamas ?Ou esperaremos até daqui a 30 anos para ver implementada a Estratégia Nacional da Floresta?

segunda-feira, agosto 14, 2006

Prevenção...Precisa-se


"Entre o verde e a cinza,você decide!"Este é o slogan para prevenir os fogos...Aqui na Beira Interior ninguém decide ou talvez sim...O destino e a destruição a que foi votada a floresta em 2003 e 2005 evitaram este Verão o pior...Isso mesmo...Não tem havido muitos fogos porque sobra muito pouco da devastação do fogo de outros anos.As áreas de floresta que sobreviveram ao inferno das chamas não são muitas e quando atacadas pelos incêndios ,felizmente tem havido meios para apagar o fogo quase à nascença.O mundo rural e a floresta não estão mais povoados,antes pelo contrário.A prevenção também não se vê....Há um trabalho seguro das equipas de sapadores mas pouco mais...A prevenção faz-se todo o ano dizem..mas então expliquem-me porque razão é que o Secretario de Estado das Florestas escolheu o periodo mais perigoso de incêndio,para vir ao Distrito de Castelo Branco homologar protocolos para equipar os sapadores florestais e suas associações????Um exemplo que vai de encontro ao desabafo deixado pelo ministro António Costa quando finalmente veio a terreiro dizer que a prevenção não produziu efeitos capazes de evitar o número de ignições(confesso que não gosto do termo)que diáriamente acontecem no país.679 ignições num só dia...é muito alerta de fogo para um território de floresta desordenada,pouco limpa e muito combustível à mão de um qualquer criminoso ou da negligência humana.

quinta-feira, agosto 03, 2006

Por este rio acima

O rio Zêzere em Janeiro de Cima ganha por estes dias novos admiradores.Serão os participantes na semana cultural das terras do xisto que começa esta 6ªf dia 5 de Agosto e termina a 12 com um espectáculo sobre as viagens com final feliz no Zêzere.Por uma noite a praia fluvial de Janeiro de Cima vai ser palco da recriação de uma viagem entre duas margens.Sem sentidos únicos.
O abecedáRIO reunirá vários agentes do teatro e da música,sem esquecer a concertina de Artur Fernandes e a percussão do Bitocas.Eles mesmo.Há uns anos fizeram do espectáculo A Linhar um dos marcos da semana cultural das terras do xisto,evento que é já uma referência.
O programa deste ano vai contar com a prestação de agentes culturais da Lousã e estende-se também ao concelho da Pampilhosa da Serra.É o santuário do Pinhal a ganhar redobrados motivos de interesse...
Podem espreitar o programa em www.cm-fundao.pt

sexta-feira, julho 28, 2006

Penha Garcia/Geoparque


Penha Garcia a par de Monsanto ou Portas de Ródão no distrito de Castelo Branco são 3 dos 16 sítios naturais que integram o primeiro geoparque português,aprovado esta semana no Reino Unido.A unanimidade marcou o sentido de voto dos especialistas europeus que viram no projecto da Beira Interior Sul e do Alto Alentejo(Nisa também integra o projecto),qualidade e património geológico específico,capaz de desenvolver turisticamente este território.Ao todo são 6 os municipios que dentro de alguns anos vão poder beneficiar de uma estratégia turística agora aprovada pela UNESCO e dentro em breve inserida na Rede Europeia de Geoparques.
Para quem conhece estes santuários do património,fica o desafio para trazerem novos visitantes....A descoberta desta região é sempre uma renovada aventura.

quinta-feira, julho 20, 2006

As cores do vento # 2

Quando as mãos nos surpreendem!
Bonito trabalho o destas crianças.

As cores do vento...

....Quando as mãos das crianças transformam o velho plástico em objectos coloridos que emitem sons...variados sons... que se fazem ouvir com o soprar do vento.
E assim foi mais um Encontro do Vento...Em Castelo Novo.

segunda-feira, julho 03, 2006

Baú...de sonhos... e memórias

Encontrei-o no fundo de um velho armário da avó Gabriela...estava fechado a sete chaves,à espera que só eu o pudesse reabrir.
Passaram tantos anos...Muito do que ali está já nada significa para mim!
Os dias andados apagaram muitas das velhas memórias de adolescente...ainda bem que assim acontece.Mas........
Na verdade este baú não tem apenas más recordações...também tem dias e noites de boa memória...aqueles que só outra vida ,além terra,pode apagar.Mas essas não precisei de abrir o armário para me lembrar delas...as pessoas,as canções, momentos e paisagens...as cartas e postais do tempo em que não havia internet e em que o carteiro nem sempre passava pela Gardunha e pela minha Aldeia.Foi há muitos anos,mais de 10....talvez 20 e tais.Mas o passar dos dias não apagou muitos desses momentos.Era um tempo em que a distância entre pessoas se minimizava com as palavras escritas numa qualquer folha de papel.Às vezes até um velho guardanapo,um pedaço de papel pardo...uma vez escrevi a uma amiga no papel higiénico... Hoje, perdi essa mania,porque já não escrevo.Minto!Vou deixando umas palavras a uma pessoa especial....Vai ser Xana a próxima boa memória do meu baú.
Daqui a muitos anos...espero...vou rever o meu lugar secreto de memórias e sonhos e lá estarás....Xana.Nessa altura o baú vai estar no meu novo porto de abrigo.É para lá que vou não tarda nada.

quarta-feira, junho 28, 2006

Festivais de Verão....não...apenas Jenny Lewis


... a sugestão era escrever um pouco sobre os Festivais de Verão mas...hoje nao me apetece. Não me apetece contribuir mais um bocadinho para a engorda da conta bancária do Luís Montez e desde já aproveito para sugerir a ida ao Festival de Paredes de Coura, pelo cartaz (Bauhaus, Gang of Four, Morrissey, Yeah Yeah Yeahs, White Rose Movement, Bloc Party, etc) e pelo local bem aprazível.
Assim sendo, por hoje vos deixo com Jenny Lewis, uma senhora de 29 anos nascida em Las Vegas, carreira musical de 9 anos, a despontar em 2006 com a edição do álbum Rabbit Fur Coat.
O som folk/country/soul de uma voz quente e por vezes sussurrada, próxima de Cat Power de tão boas e recentes memórias.
Fica o link para o myspace de Jenny e o tema obrigatório que por lá poderão ouvir "Melt your heart". . . http://www.myspace.com/lewiswithwatsons

Enjoy it...

J Alex

sexta-feira, junho 16, 2006

"Escapadinha"na terra da Cereja.

Aí está a festa da cereja do Fundão!
Este ano é tudo lá no berço da maior e melhor produção de cereja do país:Alcongosta.
Esta aldeia nas faldas da Gardunha acolhe até domingo a festa da cereja.Bons petiscos,muito boa bebida,doces e artesanato estão na primeira linha do encontro.
Mas desta vez também vai haver música.Amanhã,a poesia sobre a cereja e que foi criada por mestres como o "nosso" Eugénio de Andrade,vai estar no espectáculo "A Voz das Cerejas"produzido pelo município do Fundão e que tem Margarida Guerreiro na voz,Miguel Carvalhinho na guitarra clássica e Custódio Castelo na guitarra portuguesa.
E quem se cansar da gastronomia servida no berço da cereja,pode descer ao Fundão e experimentar num qualquer restaurante mais afamado as iguarias a partir deste fruto.
Vamos lá,este fim-de-semana a "escapadinha"é prós lados da Beira-Baixa.O destino chama-se Fundão/Terra da Cereja.
Para dúvidas,visitar www.fundaoturismo.pt

quinta-feira, junho 15, 2006

Amor e Ódio no Teatro


Castro é a nova produção do Teatro das Beiras/Covilhã.
Encenada pelo fundanense Pedro Fiúza,Castro mostra como o amor e o ódio andam tantas vezes próximos...
A nova peça do Teatro das Beiras é toda ela uma emoção e drama que retrata a história de D. Pedro e Inês de Castro,ela mesmo, a princesa que foi morta porque os valores do reino eram mais importantes que uma bela história de amor.
A estreia de Castro é esta 6ªfeira às 21.30 na sala estúdio do Teatro das Beiras.O espectáculo repete até domingo 18 e depois de 22 a 24 e a 27 e 28 sempre à mesma hora.

terça-feira, junho 13, 2006

Amor

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio,solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplar os beijos,as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor,é urgente
permanecer.


In memórias de Eugénio de Andrade
(o poeta maior,faleceu há um ano)

segunda-feira, junho 05, 2006

"Pudesse Eu"

"Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Pra poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes."

Sophia de Mello Breyner

segunda-feira, maio 15, 2006

Sugestão de férias...

Chama-se Carrasqueira.Não fica longe de Troia nem do Carvalhal,já a caminho de Grândola.
É um lugar calmo,típico...como o demonstra esta habitação.
Nesta aldeia,podemos ver o sado e os pescadores e num dos restaurantes do lugar há para degustar uma caldeirada de enguias ou uma deliciosa feijoada de chocos.
Acreditem que é divinal
A viagem também é muito agradável...de Troia até à Carrasqueira podemos ver uma área protegida entre o sado e o mar.
Depois do almoço,aconselho um passeio na praia da Comporta... o mar parece agreste e salgado mas sabe a uma qualquer praia do norte.
Maravilhoso...
Aproveitem!

quinta-feira, maio 11, 2006

De quem é a culpa?

O prof. Manuel Maria Carrilho diz que é da imprensa.
Foi a comunicação social,seus comentadores e fracassados politicos que orquestraram uma campanha contra sua eminência
Uma campanha tão bem orquestrada que envolveu muitos e variados orgãos de comunicação social...
Ah e até houve uma televisão que invadiu a privacidade do senhor professor,quando à saída de um debate a excelência se recusou a cumprimentar o seu adversário político...
Mas não é só...
Lembram-se do célebre video promocional da real família Carrilho,em que aparecia a respeitável Bárbara e o pequeno Dinis Maria?
Pois,eu também!
O professor diz agora numa obra literária que aquilo foi tudo inventado...
Será que pode????
Será que o candidato derrotado e agora vereador e deputado da nação e também professor catedrático é assim tão importante....tão importante ao ponto de pensar que um conjunto significativo de cidadãos se reuniu numa cabala para o homem perder a corrida à Câmara de Lisboa?
Mas uma coisa é certa,o livro do filósofo vai vender...
Ai isso vai!!!!!

domingo, maio 07, 2006

MÃE

Tu és o sol que me aquece todos os dias!
És a flôr mais linda no jardim do Mundo.
És como a lua que ilumina a noite!
És uma árvore forte e eu sou o teu fruto.
Mãe,
Tu és a minha casa!

Texto de João Carlos Nunes Matos
(6 anos)
Dedicado à mãe.

sábado, maio 06, 2006

Quando a Solidariedade não é uma palavra vã....

Assim aconteceu no concerto Sons dos Sentidos
Juntou 2 mil pessoas em torno de uma causa... Criar condições económicas para a APPACDM do Fundão,ter um lar residencial.
A cidade parecia ter despertado para uma noite em muito semelhante aos ídos espectáculos da FACIF.
Foi bom.
Foi bom saber que ainda há artistas capazes de dar a mão a causas.
E enquanto não chega o próximo espectáculo a favor da APPACDM...
Fica um Bem-Haja especial à Maria Eduarda,uma fundanense capaz de pôr em prática a ideia de que "quando queremos,tudo se faz".
Deixar também a letra de uma canção do José Reis Fontão que é já um hino à APPACDM.

Valsa do Mundo

No teu olhar profundo
Sinto a alma dançar,
Ama com força o Mundo,
Serei eu sempre o teu par.

Não me importa à partida
Qual o meio de chegada;
Se levo amor desta vida,
Vai...a Vida apaixonada.

Com Valor,
Com medida,
Contra a sorte do Destino!

Guarda a Paz numa guarida,
E,ao longo do caminho,
Ri...do medo clandestino.

terça-feira, maio 02, 2006

Pax Romana

Eis a nova produçao da ESTE-Estação Teatral da Beira Interior!
A peça Pax Romana,estreia esta semana no Fundão(dia 4,21.30) e tem encenação de Nuno Pino Custódio,um especialista em Comédia Del'Arte(máscaras).
Financiada pelo IA-Instituto das Artes,Pax Romana é interpretada por José Alexandre Barata(juro que desta vez vou ver),Sérgio Fernandes e Pedro Dias(é que é já a seguir!!!).
Lá estarei para saber mais sobre o fundamentalismo e a trama que envolve os três legionários romanos...

segunda-feira, maio 01, 2006

Um sorriso para a APPACDM-Fundão.

Aproveito esta pausa no trabalho para vos"convidar"a participarem já esta sexta-feira, dia 5 de Maio numa causa nobre que é a de ajudarmos a APPACDM do Fundão a construír um lar residencial com capacidade para 50 camas.
A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental,delegação do Fundão,vai no dia 5 organizar um concerto de solidariedade no qual vão participar entre outros,Luís Represas,Jorge Palma e a Viviane que já foi Entre-Aspas.
Estes artístas de renome mas tanbém alguns criadores de arte vão estar no Fundão gratuitamente.O bilhete de acesso ao espectáculo para angariar fundos para esta Instituição Particular de Solidariedade Social,custa 5 euros,mas podem sempre dar outro donativo em dinheiro.
Com este apelo respondo ao desafio lançado hoje pelo meu amigo Art e que podem espreitar em www.bizaazul.blogspot.com
E agora passem a palavra e na sexta-feira vamos todos ao pavilhão multiusos do Fundão deixar um sorriso no concerto dos sentidos....

terça-feira, abril 25, 2006

Viva a Liberdade!

"Esta é a madrugada que eu esperava
o dia inicial inteiro e limpo
onde emergimos da noite do silêncio
e livres habitamos a substância do tempo."
Sophia de Mello Breyner

segunda-feira, abril 17, 2006

Pela maternidade da Covilhã

A população da Cova da Beira vai saír à rua no próximo sábado dia 22 à tarde para participar numa manifestação a favor da maternidade e bloco de partos do Centro Hospitalar da Cova da Beira.A ideia partiu do presidente da Câmara da Covilhã,o social democrata Carlos Pinto que já tinha ameaçado levar o povo para a praça do Município,caso se confirmassem as piores notícias.Se é verdade que ainda ninguém disse quais são as maternidades da região que ficam abertas (ver post anterior),também não é mentira que a influência do partido socialista pode traír a razoabilidade de uma decisão técnica...
Pelo sim ,pelo não,Carlos Pinto não dormiu e não só convocou o povo para a manifestação de sábado,como ganhou o apoio do autarca do Fundão,o também social democrata ,Manuel Frexes que desta vez está do mesmo lado da trincheira de Pinto.E até a familia da União de Sindicatos de Castelo Branco já fez saber que vai responder afirmativamente ao "chamamento" de Carlos Pinto.Quem diria!...Ou Talvez não...Porque aqui ainda contam os interesses regionais.
O protesto desta semana acontece depois de em Castelo Branco ter sido criado um movimento em defesa do bloco de partos do Hospital Amato Lusitano.Também na Guarda,as últimas semanas tém sido marcadas por iniciativas publicas em defesa da maternidade do Hospital Sousa Martins.
Enquanto isso,continuamos à espera que a determinação do Primeiro-Ministro seja também uma realidade na escolha de quais das 3 maternidades da sua região ficam abertas....
Ou será que o sr,engenheiro anuncia a decisão no dia em que estiver na Universidade da Beira Interior?
Se assim for, já não falta tudo...30 de Abril está aí....

terça-feira, abril 04, 2006

Contra o encerramento de maternidades...

E pronto..
Já cá faltavam as ameaças e protestos!
Mas venham eles...
Afinal a medida é mais um ataque ao interior.
Só é pena que na frente da contestação estejam partidos políticos!
Ao fim de tantos "atentados ao interior",esta gente ainda não aprendeu a mobilizar-se em torno de uma questão nacional.
O DIREITO AO NASCIMENTO COM DIGNIDADE E SEGURANÇA
Para quem não sabe...
O PSD de vários distritos do interior vai no dia 7 de Maio fazer uma vigilia junto dos hospitais cujos blocos de partos vão encerrar até ao final do ano.
Mas também há aqueles que ninguém sabe se encerram...
É que a determinação do governo do engenheiro José Sócrates parece ter perdido força,quando a reorganização dos serviços de obstetricia é na sua região de origem....
Uma vez que o estudo da Comissão de Saúde Materna e Neonatal aponta para a manutençao de um dos 3 blocos de partos da Beira Interior... Deveria o governo do PS ter dito afinal em que cidade fica o bloco de partos...
Mas não,o primeiro-ministro da Beira Interior,mandou o futuro Centro Hospitalar dos distritos de Castelo Branco e da Guarda decidirem.
E agora....
Agora temos o poder de influência do PS
A contestação de autarcas....Sobretudo do PSD
E o sempre reinvindicativo...independentemente da cor politica do governo..Joaquim Morão, presidente do municipio de Castelo Branco.
Enquanto se jogam influências políticas
O povo questiona-se.
Aplaude, critica e parece ter memória curta.
Afinal,digam lá quantas mães conhecem que desde sempre deram à luz longe da sua àrea de residencia...num grande hospital com saber cientifico e "mão para o parto"( a expressão é do presidente da ARS do Centro)?
Isto para dizer...
Que
SOU pela manutençao da maternidade do Centro Hospitalar da Cova da Beira.

domingo, abril 02, 2006

Amiga(o)é um termo dúbio

Ontém as águas estavam serenas
Mantinham a distância certa
Éramos cumplices apenas
Sem ter o coração alerta
....

Tudo entre nós era simples
....

Foi qualquer gesto que fizeste
Qualquer coisa que disseste
Que mudou a situação

Amo-te sem dares por nada
Eu própria(o) não dou por isso
....
....

Amigo(a) é um termo dúbio
Desses que a língua contém
Vê-se a linha de fronteira
Dá-se um passo e está-se em terra de ninguém

Carlos Tê in "A espuma das canções" de Rui Veloso

BOM DIA PARA TI.

quinta-feira, março 23, 2006

Uma cadeira para Rita Marisa.

A Rita é uma criança de 11 anos,portadora de paralisia cerebral,que depende de um adulto para a realização de qualquer tarefa.A Rita precisa de uma nova cadeira de rodas que vá de encontro à sua estatura física,aprendizagem e bem-estar pessoal.
O novo equipamento aconselhado pelos médicos,custa 4.300 euros.
Se puder ajude esta menina a sorrir,sem sofrimento.
Entregue o seu donativo no Externato Capitão Santiago de Carvalho em Alpedrinha,concelho do Fundão,até ao dia 31 de Março.
A instituição passa recibos.
Mais informaçõespelo Email:ecscalpedrinha@iol.pt
Telf:275567211

domingo, março 19, 2006

João Gabriel

Não sei onde estás
mas tenho uma certeza.
Estás sempre comigo,
ajudas no que é preciso.
Hoje é o teu dia
QUE ESTEJAS FELIZ!

sábado, março 18, 2006

Antes que a memória se vá...# 2


Casa Florestal de
CASTELO NOVO.
Se alguém tiver amigos no ministério da agricultura
expliquem-lhes que é crime deixar um património
desta dimensão a degradar-se.
O fogo passou por aqui muitas vezes...
mas no último Verão as chamas só deixaram a casa.
Este lugar já foi espaço de lazer...estava verde...as espécies florestais sempre resistiram à violência da labaredas.
Foi preservado até que os guardas florestais deixaram de morar na floresta.
No final da década de 80,houve uns inteligentes que acharam por bem reduzir os vigilantes da floresta...E assim o parque florestal de Castelo Novo,começou a degradar-se e deixou-se engolir pelo fogo.No ano passado,o incêndio levou tudo...só ficou a casa que a foto documenta.
Uma vez a Câmara do Fundão quiz adquirir esta casa florestal,mas o negócio caiu por terra.
É que o ministério da agricultura teve a lata de pedir ao municipio 50 mil euros para vender o imóvel...é claro que o municipio deixou o negócio.Não lembra ao diabo que este imóvel do estado esteja a cair e quando uma entidade o quer preservar... pedem-lhe balúrdios!

segunda-feira, março 06, 2006

Antes que a memória se vá...


A Gardunha em finais de Fevereiro.
Branca...Pura...Gelada.
Vai voltar a vestir-se de branco,quando voltar a nevar...
Ou na Primavera
Quando estiver vestida de flôr
A flôr da cerejeira........

quarta-feira, março 01, 2006

Ser diferente

É saber sorrir
É saber crescer para algo
É dar a mão
Ser diferente é dizer sim aos projectos
É saber contemplar alguém
Saber ajudar os outros a subir
É amar os outros
Ser diferente é viver a vida e construir algo
Mesmo que seja a partir do sonho
Ser diferente é saber perdoar
E tu és diferente?

terça-feira, fevereiro 28, 2006

Não apetece escrever

Apetece sonhar...
Pensar que amanhã voltamos a encontar o caminho da felicidade
A mesma que marcou os últimos dias de Outono...
Era uma manhã soalheira,o mar estava tranquílo...como nós
Foi um momento mágico
Apetece repetir
Tenho tantas saudades...
Já passaram tantos dias...
Parecem anos
De espera
Pelo nosso momento de felicidade.

segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Vestida de branco...


Assim está a bonita serra da Gardunha.
E aqui só estamos a mil metros de altitude,a caminho de Alcongosta.
No alto dos seus 1229 m a beleza parece ainda maior...
A encosta de Castelo Novo também está magnífica...eu vi...
estive lá ontém.
É uma traquilidade absoluta...a bela adormecida que no Verão se vestiu de negro,está agora branca...pura... como o ar que respiramos na
Gardunha.É gelido mas inspira-nos...
Apetece nem saír de lá...da serra
Apetece voltar aos trilhos de outros tempos...
Quando a Gardunha ainda era Verde...mais bonita...mais princeza.
Bem Hajas Nuno,por esta foto...Linda!!!

domingo, fevereiro 12, 2006

O Homem MAIOR.


Hoje é o teu dia...
O nosso dia,de festa!
A partir de hoje fazes parte de uma família maior...
Bem vindo ao reino católico...
Por aqui,podes sempre ACREDITAR
Vais ser FELIZ.
Tu mereces...mereces TUDO
E nós estamos orgulhosos de ter
UM HOMEM MAIOR
Parabéns Francis!

sábado, fevereiro 04, 2006

O que é bom acaba depressa.# 3

Pronto!Já não era sem tempo.Pela última vez,vamos deixar mais umas notas do bloco de anotações da ilha de Santiago:Lá embaixo vemos a Cidade Velha,primeia capital das ilhas de Cabo Verde,A memória viva de um passado também escrito em Português.Nesta vila que quer voltar a ser sede de concelho,encontramos a Fortaleza de São Filipe, recuperada pelo estado espanhol,uma igreja e uma escolas feitas por Portugueses,um convento e uma Sé Catedral.A Vila é bastante acolhedora e tem postos de venda de artesanato muito bonito.Na Cidade Velha como em toda a ilha,encontramos inúmeros produtos Portugueses...A presença lusa é uma realidade,nos hotéis foi fácil encontrar técnicos de várias áreas que estão em Cabo Verde em missão.Aqueles povos tém um modo de vida muito próprio e muitos dos bairros da ilha são em tudo semelhantes aos aglomerados de caboverdianos que temos nos arredores de Lisboa.A vida não é barata,dado que o escudo caboverdiano equivale ao euro.Os jornalistas e agentes económicos acreditam que o país está a crescer...efectivamente,começou agora a era do betão,o investimento estrangeiro no território também está a crescer,as empresas passaram a ter cotação na bolsa...um conjunto de circunstâncias que fazem aquele povo crêr que daqui a alguns anos pode igualar com uma grande potência... a ver vamos!

terça-feira, janeiro 31, 2006

O que é bom acaba depressa.# 2


Ainda estamos no Tarrafal e nesta praia maravilhosa...Estamos é uma forma de apresentar esta imagem...Na verdade estou fartinha de trabalhar,a vida do pobre é assim!
Não desistam...Há outos lugares para vos mostrar,mas sobra falta de tempo.

quarta-feira, janeiro 25, 2006

O que é bom acaba depressa.

Assim aconteceu com a minha curta viagem de trabalho à ilha de Santiago em Cabo-Verde.Foi uma semana inesquecível...pelas paisagens,simpatia e arte de bem receber das pessoas...pela forma fraterna como o Municipio do Tarrafal acolheu a delegação de autarcas e jornalistas do Fundão.
Estou em dívida para convosco,mas só hoje tenho tempo para vos apresentar um pedaço deste território.O Tarrafal que se vê no sopé da montanha é uma simpática vila,com paisagens convidativas a um safári e grandes banhos de mar.O marisco e cachupa fazem as delícias de qualquer visitante.Para beber aconselha-se um grogue(uma espécie de aguardente)ou uma poncha que não provei nem vi à venda.A foto foi tirada da praia verde,no outro lado da ilha.Aqui as águas também são límpidas e mornas...Volto (quando tiver vagar)com outros postais e curiosidades menos boas deste povo que também é o nosso.

quarta-feira, janeiro 18, 2006

E o Paraíso,sempre tão perto!#2


Eheheh...
Ainda estou por estas terras de encanto...
Há prémios para quem adivinhar,qual é o destino.
Ah,e não pensem que se vão livrar da Dulcineia!!!!!

sexta-feira, janeiro 13, 2006

E o Paraíso,sempre tão perto!


A partir de hoje,são estas as paisagens de sonho que vão preencher os meus dias...
Ora digam lá que estão ruidinhos de inveja.!!!!
Depois,conto como é viver neste paraído à beira mar plantado...

terça-feira, janeiro 10, 2006

A arte de fazer canções

O título parece absurdo...não é que não gostasse de ser uma verdadeira criadora de canções,daquelas que nunca mais esquecemos e que associamos a muitas das passagens de uma vida.
Vem este título a prepósito de Francisco Buarque de Holanda e à obra maravilhosa que todos os dias nos encanta.Não vou dizer que o meu conhecimento das canções de Chico Buarque vém da infância ou dos bancos da escola...nada disso.Na verdade habituei-me a ouvir as canções deste criador de música,em finais dos anos 80.Na altura confundia-me muito com o Caetano Veloso e também aprendi a gostar de Maria Bethânea...São muitas as canções de nunca mais me esqueci e que estão ligadas a esse periodo,mas as Mulheres de Atenas é um tema a que ainda hoje recorro para ilustrar trabalhos relacionados com a mulher.
Bem,mas eu não quero falar-vos da importância da música do Brasil nos meus dias e momentos de emoção...
As canções do Francisco Buarque de Holanda saltam hoje para este meu diário,por outra razão:
A vida e obra de Chico Buarque é este trimestre o tema central da revista Textos e Pretextos.Uma publicação do Centro de Estudos Comparatistas com o apoio da Faculdade de Letras de Lisboa,cujo número sete é lançado esta 6ªfeira na Covilhã.Com 230 páginas,a Textos e Pretextos tem desta vez a coordenação de Ricardo Paulouro Neves,um companheiro das lides da rádio que fez o favor de partilhar comigo as emoções de entrevistar Chico Buarque e Caetano Veloso,outro magistral da música do Brasil que tantas vezes confundi.
Mas a Textos e Pretextos tem o dêdo de outra Fundanense;Margarida Gil dos Reis que é só a directora desta publicação.Não só pela qualidade deste número,bastante bem documentado sobre Chico Buarque,mas também pela edição dedicada a Eugénio de Andrade,quero deixar aqui o meu voto de confiança e sorte para os próximos projectos editoriais do Ricardo e da Margarida.

quinta-feira, janeiro 05, 2006

Maus- tratos.Bebé de Viseu vítima da ineficácia da comissão de protecção de menores

A Comissão de Protecção de Menores de Viseu foi ineficaz,agiu com excesso de confiança e não cumpriu a lei no caso da bebé vítima de maus-tratos internada no Hospital Pediátrico de Coimbra.
É o que dizem os jornais desta manhã citando o relatório elaborado pela Inspecção-Geral dos Serviços de Justiça e pela Inspecção-Geral da Solidariedade Social.
Se dúvidas havia,elas deixaram de existir...
Portugal é mesmo um país de Comissões e Organismos ineficazes.
Neste instante vem-me à memória um outro caso de negligência,a menina que foi atirada ao Douro por um familiar.Na altura mandaram criar uma comissão de acompanhamento ao homicídio,passaram 7 ou 8 meses e nunca mais ninguém disse o óbvio.
Em Portugal é assim,quando não se decide,criam-se comissões e brinca-se ao faz de conta,mesmo quando estão em causa seres humanos.