quinta-feira, março 23, 2006

Uma cadeira para Rita Marisa.

A Rita é uma criança de 11 anos,portadora de paralisia cerebral,que depende de um adulto para a realização de qualquer tarefa.A Rita precisa de uma nova cadeira de rodas que vá de encontro à sua estatura física,aprendizagem e bem-estar pessoal.
O novo equipamento aconselhado pelos médicos,custa 4.300 euros.
Se puder ajude esta menina a sorrir,sem sofrimento.
Entregue o seu donativo no Externato Capitão Santiago de Carvalho em Alpedrinha,concelho do Fundão,até ao dia 31 de Março.
A instituição passa recibos.
Mais informaçõespelo Email:ecscalpedrinha@iol.pt
Telf:275567211

domingo, março 19, 2006

João Gabriel

Não sei onde estás
mas tenho uma certeza.
Estás sempre comigo,
ajudas no que é preciso.
Hoje é o teu dia
QUE ESTEJAS FELIZ!

sábado, março 18, 2006

Antes que a memória se vá...# 2


Casa Florestal de
CASTELO NOVO.
Se alguém tiver amigos no ministério da agricultura
expliquem-lhes que é crime deixar um património
desta dimensão a degradar-se.
O fogo passou por aqui muitas vezes...
mas no último Verão as chamas só deixaram a casa.
Este lugar já foi espaço de lazer...estava verde...as espécies florestais sempre resistiram à violência da labaredas.
Foi preservado até que os guardas florestais deixaram de morar na floresta.
No final da década de 80,houve uns inteligentes que acharam por bem reduzir os vigilantes da floresta...E assim o parque florestal de Castelo Novo,começou a degradar-se e deixou-se engolir pelo fogo.No ano passado,o incêndio levou tudo...só ficou a casa que a foto documenta.
Uma vez a Câmara do Fundão quiz adquirir esta casa florestal,mas o negócio caiu por terra.
É que o ministério da agricultura teve a lata de pedir ao municipio 50 mil euros para vender o imóvel...é claro que o municipio deixou o negócio.Não lembra ao diabo que este imóvel do estado esteja a cair e quando uma entidade o quer preservar... pedem-lhe balúrdios!

segunda-feira, março 06, 2006

Antes que a memória se vá...


A Gardunha em finais de Fevereiro.
Branca...Pura...Gelada.
Vai voltar a vestir-se de branco,quando voltar a nevar...
Ou na Primavera
Quando estiver vestida de flôr
A flôr da cerejeira........

quarta-feira, março 01, 2006

Ser diferente

É saber sorrir
É saber crescer para algo
É dar a mão
Ser diferente é dizer sim aos projectos
É saber contemplar alguém
Saber ajudar os outros a subir
É amar os outros
Ser diferente é viver a vida e construir algo
Mesmo que seja a partir do sonho
Ser diferente é saber perdoar
E tu és diferente?