terça-feira, julho 22, 2014

Artesanato e gastronomia no “Xistrilhos” 2014

Dizem que é o centro do universo, também lhe chamam o coração do xisto. Sobral de São Miguel no concelho da Covilhã organizou e recebeu o “Xistrilhos”. A iniciativa deu seguimento ao “Xisto e Lendas” e o êxito está garantido. No próximo ano, o segundo fim-de-semana de julho voltará a ser ponto de encontro com o artesanato, gastronomia e muita animação.





“Trilhando Sensações” foi o slogan da iniciativa que entre sexta-feira e domingo foi visitada por centenas de pessoas de toda a região. O “Xistrilhos” foi organizado por um grupo de pessoas do Sobral que estão determinadas em dar vida à aldeia do xisto. Suzette Ferreira integrou a organização e partilhou connosco a satisfação pelo “êxito de um conceito de festa” que este ano teve alguma inovação. Além das habituais tasquinhas, desta vez a animação passou pelas várias artérias da iniciativa e o passeio pedestre também passou por outros trilhos. “Vestígios arqueológicos, gravuras e as marcas dos rodados da rota do sal” destaca a responsável. Inovadores foram também “o workshop e oficina de trabalhos manuais sobre como trabalhar a ardósia e o xisto”. A nível gastronómico, “novos sobralenses aderiram às tasquinhas e apresentaram novos pratos”. Do javali com legumes, à pica de bacalhau, sem esquecer o feijão com couve à moda das primas Sarilhas, houve de tudo um pouco. “Foi de comer e gritar por mais” disseram alguns dos visitantes que no domingo à tarde se deslocaram a Sobral de São Miguel para uma visita ao certame. Embora São Pedro tenha surpreendido os convivas com chuva (no dia de sábado) a verdade é que a iniciativa “foi um êxito” a repetir. E enquanto não chega a próxima edição Adília Pinto e Teresa Paiva continuarão a dar ao dedo. Uma ocupar-se-á do tear de onde saem bonitos naperons e painéis de linho bordados a preceito. A outra artesã dedicar-se-á aos chapéus de renda e algodão. As meias brancas rendadas e os antigos cobertores que passarão a tapetes multiusos compõem a oferta de quem faz da delicadeza das mãos ganha-pão para a família. O Xistrilhos regressa dentro de um ano mas até lá Sobral de são Miguel vai “inaugurar o caminho do xisto”, anunciou a presidente da junta de freguesia Sandra Ferreira. “Será muito em breve”, acrescentou. Depois disso, Sobral haverá de ser palco para a realização de “um evento dedicado ao cogumelo, outro sobre geocaching e uma feira do queijo corno”.